segunda-feira, 10 de novembro de 2014

62º Rancho do Radioamador Gaúcho deixa saudades

Caros colegas e amigos radioamadores:

Quero agradecer a esta plêiade de amigos e colegas radioamadores da Liga de Amadores Brasileiros de Rádio Emissão - LABRE-RS, que sob a presidência do nosso amigo Francisco Aito Vitorino - PY3FAV, nos proporcionaram este final de semana de alegria e afirmações. Alegria esta que se traduz na oportunidade de estarmos juntos na comemoração do 62º Rancho do Radioamador Gaúcho, comungando o mesmo pensamento de fraternidade.
Este 62º Rancho do Radioamador Gaúcho foi um sucesso e nós não tínhamos dúvidas, pois bem conhecemos os radioamadores da equipe da Comissão Organizadora. Este Rancho marcará época no radioamadorismo gaúcho.
Buscando, cada vez mais, a união e integração, o radioamador forte e criador, sereno e precioso, não se deixa vencer nem pelo meio físico e muito menos pela incompreensão de muitos. Onde sua presença se fizer necessária, ele aí estará com sua experiência ou com o equipamento, criando ou aperfeiçoando tecnologia ou minorando o sofrimento de alguém.
É fora de dúvida, portanto, que a nossa finalidade colima sempre uma boa causa, sem dela fazermos alarde. Por isso mesmo, dentro da sinceridade e da limpidez com que se ornam as boas causas, as manifestações do pensamento humano, traduzindo os sentimentos sadios dos seus batalhadores, varam os anos e chegam à posteridade.
É o fruto vivificador daqueles que tem por escopo o bem comum, a felicidade geral, a paz interna.
Os radioamadores são esses bandeirantes que rasgam as estradas largas da técnica, da confraternização e do serviço ao próximo, criando em cada um de nós o sentimento do dever cumprido.
A diferença de línguas e raças, de credos políticos e religiosos, de cor e de condição social não constituíram e não constituem obstáculos para que nos consideremos irmãos, prontos para o atendimento numa emergência, um carinho na desventura, uma palavra de afeto num transe doloroso, o socorro técnico no isolamento, a esperança na desgraça.
Por isso mesmo, dentro da sinceridade dos nossos propósitos, da limpidez das nossas atitudes, das manifestações do nosso idealismo, traduzindo os sentimentos sadios e conscientes exigidos na prática do radioamadorismo, hão de chegar à posteridade como luzeiro a clarear os caminhos da felicidade humana.
Os radioamadores são esses bandeirantes do éter que rasgam os espaços e penetram em todos os cantos, plantando em cada pouso a semente da concórdia e fazendo-se presentes nas maiores conquistas do saber humano e nas menores dores do seu semelhante.
Sem os matizes das condições sociais ou econômicas, das condições étnicas ou religiosas, o radioamador é sempre igual, nem inferior, nem superior. O radioamadorismo nivela todos, magistrados, militares, funcionários, nacionais de qualquer categoria. Em nenhum momento faltamos ao nosso dever. Sempre e a qualquer momento respondemos “presente” ao chamamento dos que reclamam a nossa parcela de colaboração.
Este final de semana nos inflamamos de justo orgulho. Comemoramos o 62º Rancho do Radioamador Gaúcho. E o sentimos ante o deslumbramento de todos nós, o sentido da perfeição na simplicidade, espargindo o sentimento de amor e de entendimento no que há de mais alto, prestigioso e vibrante, traduzindo com fidelidade a alegria pelo cumprimento do dever na prática de um lazer.
Obrigado colegas e amigos da LABRE-RS.
Salve o Radioamadorismo Brasileiro.
Ivan Dorneles Rodrigues - PY3IDR

Nenhum comentário:

Postar um comentário