sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Temos duas luas cheias em Agosto

 Observatório Astronómico de Lisboa
   Centro de Astronomia e Astrofísica da Universidade de Lisboa
         Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa

O fenómeno raro da chamada "lua azul", ocasião em que a fase de Lua Cheia ocorre duas vezes no mesmo mês, vai mais uma vez brilhar no céu, três anos após o último acontecimento. 
Apesar do nome, o fenómeno da lua azul não tem qualquer relação com mudanças na cor do satélite. O apelido foi dado em função da raridade com que o ciclo lunar, cuja duração é de 29 dias e meio, ocorre por completo dentro de um único mês, possibilitando a aparição de dois períodos de lua cheia. 
Neste mês de Agosto, o primeiro ciclo da lua cheia ocorreu no dia 02 às 4h27. O fenómeno da lua azul vai ocorrer no final do mês de Agosto dia 31 às 14h58. De notar que, apesar do instante da lua cheia ser muito bem definido, a definição convencional de "lua azul" implica que o fenómeno dependa do fuso horário em que nos encontramos. 
Por exemplo o instante da lua cheia dia 31 ocorre às 13h58 UTC (14h58 em Portugal continental), mas na Nova Zelândia, que se encontra no fuso horário UTC+12, a lua cheia ocorre já no dia 1 de Setembro (1h53 NZST), e portanto a Nova Zelândia, e todos os países em fusos horários UTC+11 ou UTC+12, desta vez não são brindados com uma "lua azul". 
Conta-se que a origem da designação lua azul remonta ao século XVI, quando algumas pessoas que observavam a lua a olho nu achavam que ela era azul. Anos depois, discussões a respeito deste assunto, mostraram que era um absurdo a lua ser azul, o que gerou um novo conceito para lua azul como significado de "nunca". Com esse significado de algo muito raro, começou-se a dizer que a segunda lua cheia de um mês era uma "lua azul".
A aparição da segunda lua cheia no mesmo mês é mesmo algo raro. A última ocorrência foi registada em Dezembro de 2009. O fenómeno nada mais é do que uma lua cheia no céu. 
Apesar de o fenómeno não ter relação com a coloração do satélite, conta-se que há registos na história de que a lua realmente aparentava a cor azul. Foi em 1883, quando houve uma explosão do vulcão Krakatoa, na Indonésia, e os gases em expansão na atmosfera fizeram com que a lua bem próxima do horizonte tivesse a aparência azulada. "Isso foi visto no mundo todo por quase um ano", disse um astrónomo. Outro episódio ocorreu em 1951, quando um grande incêndio nas florestas do Oeste do Canadá lançou muitas partículas na atmosfera, criando o mesmo efeito que o Krakatoa, mas visível apenas na América do Norte.
______________________________


          **** ASTRONOVAS ****
        Lista de distribuição de notícias de Astronomia em Português
                   Observatório Astronómico de Lisboa
        Centro de Astronomia e Astrofísica da Universidade de Lisboa
                    Tapada da Ajuda, 1349-018 Lisboa
                               Portugal
   Telefone: 351+21 361 67 39
   Fax:      351+21 361 67 52
1) Sugestões de notícias poderão ser enviadas para o endereço:
   astronov@oal.ul.pt
2) Inscrição: envie uma mensagem vazia para o endereço:
   astronovas-subscribe@oal.ul.pt
3) Cancelar a inscrição: envie uma mensagem vazia o endereço:
   astronovas-unsubscribe@oal.ul.pt

Nenhum comentário:

Postar um comentário